6 temas dos K-Dramas que nos fazem refletir

School 2015
Drama: School 2015
Loja de artigos de k-pop

Os dramas geralmente são extremamente apaixonantes, são abundantes nos quesitos de fofuras, doce como algodão doce. Mas, os dramas também podem tocar em questões sérias a ser discutida na sociedade coreana e ao redor do mundo. Aqui estão seis questões graves que foram abordados no k-dramas no ano de 2015.

1) Bullying
School 2015
Drama:School 2015
O Bullying é um problema frequente no mundo todo, sendo assim é um tema muito abordado nos dramas, que tentam chegar o mais perto possível das características intimidadoras como nos dramas Who Are You – School 2015, Angry Mom e She Was Pretty. Em School 2015 a atriz Kim So Hyun vive uma estudante que é intimidada por suas colegas de classes. No drama Angry Mom, Kim Hee Sun se veste como uma adolescente e se matricula na escola de sua filha, porque está desconfiada que ela esteja sendo intimidada por suas colegas. E não é apenas os estudantes que fazem o bullying. Em She Was Pretty, a versão mais jovem do personagem Park Seo Joon, sofre preconceito por causa de seu peso. De acordo com um artigo recente no meio de comunicação Korea Times, pelo menos, 30 por cento dos estudantes sul-coreanos sofreram bullying. Dramas pode ajudar a apontar os perigos tanto para o agressor quanto para vítima de bullying.

Veja aqui  School 2015 apresenta cinco razões que nos fazem lembrar que o bullying não é solução.

2) Mãe solteira
 A Coreia do Sul coloca um alto valor na unidade das famílias tradicionais, como resultado as mães solteiras podem enfrentar discriminação social e no trabalho. No drama Ho Gu’s Love conhecido também como Fool’s Love, atriz UEE é uma mãe solteira e o escândalo ameaça arruinar sua promissora carreira como nadadora profissional. Os personagens do drama Fool’s Love suavemente discutem sobre o tema, pois a mãe e nem o bebê são os culpados pela situação, e devem ser aceitos pela sociedade. Em Heard It Through the Grapevine a gravidez na adolescência é resolvida através de um casamento rápido, mesmo que família não esteja muito feliz com a situação. Já no drama Mrs. Cop, Kim Hee Ae tenta conciliar seu trabalho e maternidade. No drama Love & Secret a atriz Shin So Yool enfrenta dificuldades em lidar com sua família e no trabalho, tendo assim que enfrentar tudo para poder cuidar de sua filha.

Veja aqui 9 doramas que são subestimados pelo público.

3) O adultério e o divórcio
Twenty Again
Drama:Twenty Again
 Mudando de atitudes passando para o adultério e o divórcio, são refletidas nos k-dramas. Até fevereiro 2015 adultério era ilegal na Coréia com pena de até dois anos. Mas isso não significa que não acontecia. Na Coreia o divórcio era muito raro antes dos anos 1970. Mas agora um em cada três casamentos coreanos termina em divórcio, o estigma do divórcio tem diminuído. O adultério e a opção de divórcio estão bem representados nos dramas Válid Love, Mask, Twenty Again, I Have A Lover e My Love Eun Dong conhecido também como Beloved Eun Dong. Enquanto os dramas ainda tendem a favorecer casais reunindo apesar das probabilidades, os personagens podem agora ocasionalmente deixar um casamento infeliz e ter uma segunda chance no amor. Os atores Joo Jin Mo e Kim Sa Rang esperavam por um futuro brilhante em My Love Eun Dong. Choi Ji Woo e Lee Sang Yoon de Twenty Again apreciaram sua segunda chance de serem felizes depois que ela deixou o marido.

Confira aqui a resenha de Twenty Again 

4) Dívida
Mask
Drama:Mask
 A dívida das famílias cria grandes problemas ao redor do mundo, e nos k-dramas mostram os desesperos que as famílias enfrentam nessas situações. Os resultados dessas dívidas podem variar de um drama trágico a uma tragédia cômica. Como no drama Mask, a atriz Soo Ae interpreta a filha mais velha da família, que está sobrecarregada com as dívidas da família, ela se casa com um estranho que sofre de distúrbios mentais. Já no drama My Beautiful Bride, os gângsteres recolhem órgãos e as mulheres vendem seus corpos para saldar a dívida. No drama Yong Pal, Joo Won tem como pacientes particulares os gângsteres, para pagar o tratamento médico de sua irmã. A dívida teve um resultado cômico em She Was Pretty, quando o empréstimo estudantil tornou impossível para Hwang Jung Eum manter sua aparência.
5) Corrupção
Pinocchio
Drama:Pinocchio
 A corrupção vem à tona em algum grau, em quase todos os dramas que apresenta um chaebol. Foi espalhado em diferentes profissões. Como no drama Pinocchio, onde uma equipe de reportagem se submetia a corrupção, já em Pride and Prejudice e My Beautiful Bride, os policiais eram corruptos. Em Heard It Through the Grapevine no escritório de advocacia o dinheiro fala mais alto, onde seus clientes ajudam a influenciar de forma injusta a política. Já no drama Punch, um advogado que fazia tentativas corruptas para fazer as pazes. No drama Remember, tudo é do sistema legal, mas a verdade é repleta de corrupção.

6) Doença Mental
Problemas psiquiátricos são desempenhado em alguns dos dramas, refletindo a elevação dos tabus que cercam a discussão e tratamento da doença mental. Tanto no drama Kill Me Heal Me, o ator Ji Sung, e o drama Hyde, Jekyll and I estrelado por Hyun Bin, assumem transtorno dissociativo de identidade, enquanto Joo Ji Hoon no drama Mask desempenhou um personagem com alguns sintomas de transtorno obsessivo-compulsivo e alguns sintomas de esquizofrenia. Havia muitos personagens sociopatas, um dos mais arrepiantes foi Young Lady em The Village. Os sociopatas não foram retratados de forma compreensiva como os personagens interpretados por Ji Sung, Hyun Bin ou Joo Ji Hoon.

Veja aqui  quais foram as 5 tendências dos doramas coreanos de 2015.

Ao assistir um drama que aborda cuidadosamente uma questão que pode ajudar nas discussões, promovendo a compreensão e estimulando a necessidade de mudança. Alguns desses dramas já fez você pensar sobre esses temas abordados?

~Ruana
Fonte: kdramastars

LEAVE A REPLY