Os 50 melhores dramas asiáticos de todos os tempos – parte 2

Os 50 melhores dramas asiáticos de todos os tempos - parte 2
  1. Heirs (SBS, Coréia, 2013)

Os 50 melhores dramas asiáticos de todos os tempos - parte 2

Estrelado por Lee Min Ho e Park Shin Hye

Kim Tan mora nos EUA e é herdeiro de um dos homens mais ricos da Coreia. Cha Eun Sang mora na Coreia e tem uma vida difícil, tendo que manter vários empregos a fim de se sustentar e ajudar a mãe. Quando Cha Eun Sang vai aos EUA encontrar a irmã, eles acabam se esbarrando, no que parece ser um pequeno sonho na vida de Eun Sang. De volta à Coreia, o destino tratará de uni-los novamente em uma história que, além disso, mostra a vida, os amores e os aprendizados dos grandes herdeiros dos milionários da Coreia que frequentam o Colégio Jeguk.

  1. Doctor Crush (SBS, Coréia, 2016)

Os 50 melhores dramas asiáticos de todos os tempos - parte 2

Estrelado por Park Shin Hye e Kim Rae Won

Uma educação ríspida ensinou Hye Jung a se defender sozinha de uma briga, mas o que ela realmente luta é por uma vida melhor como médica que ajuda as pessoas.

  1. To the Beautiful You (SBS, Coréia, 2012)

Os 50 melhores dramas asiáticos de todos os tempos - parte 2

Estrelado por Choi Min Ho e Sulli

Jae Hee está determinada a se encontrar com seu ídolo e se matricula em uma escola só para meninos. Será que ela vai conseguir passar despercebida?

  1. High School – Love On (KBS, Coréia, 2014)

Os 50 melhores dramas asiáticos de todos os tempos - parte 2

Estrelado por Kim Sae Ron e Nam Woo Hyun

O estudante Woo Hyung tem um caminho difícil, mas ele tem sorte de ter uma real guardiã, um anjo, cuidando dele. Mas será que o anjo Seul Bi consegue proteger Woo Hyun e sobreviver aos perigos da escola e ao primeiro amor?

  1. Love Rain (KBS2, Coréia, 2012)

Os 50 melhores dramas asiáticos de todos os tempos - parte 2

Estrelado por Jang Geun Suk e Yoona

Love Rain retrata um amor que se passou em 1970 e um amor nos dias de hoje. Os descendentes desse casal de 1970 se encontram nos dias atuais. Seo In Hae e Kim Yoon Hee, um estudante de arte que dedica seu amor a uma só mulher e uma beleza, elegante tímido, conheceram-se e apaixonaram-se um pelo outro durante a faculdade na década de 1970, mas infelizmente o seu amor estava destinado a nunca acontecer. Agora, no século 21 e na Coréia, o filho de Seo In Ha, Seo Joon, um fotógrafo liberal, conhece e se apaixona pela filha de Kim Yoon Hee, Kim Ha Na, uma garota alegre e cheia de energia, cuja personalidade é diferente de sua mãe. Será que o amor de um pelo outro vai mantê-los juntos ou eles terão que enfrentar o mesmo destino que seus pais?

  1. Heartstrings (MBC, Coréia, 2011)

Os 50 melhores dramas asiáticos de todos os tempos - parte 2

Estrelado por Jung Yong Hwa e Park Shin Hye

Uma comédia romântica sobre dois estudantes de música que não poderiam ser mais diferentes, porém o destino tem uma surpresa para eles.

  1. Dream High (KBS2, Coréia, 2011)

Os 50 melhores dramas asiáticos de todos os tempos - parte 2

Estrelado por Kim Soo Hyun e Suzy

Esse sucesso musical conta a história de seis estudantes da Escola de Artes Kirin que se esforçam para conquistar seus sonhos de se tornaram estrelas da música na Coréia. Go Hye Mi é uma estudante que se formou em música clássica, mas tem que desistir do seu sonho para entrar na Escola de Artes Kirin para pagar a dívida do seu pai. Entretanto, ela precisa encontrar outros dois estudantes para que ela possa ser aceita na escola. Esses dois estudantes são Song Sam Dong, que mora no interior, e Jin Guk, quem ela acidentalmente conheceu enquanto tentava escapar de agiotas. Yoon Baek Hee, ex-amiga da Hye Mi, se torna sua rival na escola já que Hye Mi a traiu durante as audições para entrar na escola.

  1. She Was Pretty (MBC, Coréia, 2015)

Os 50 melhores dramas asiáticos de todos os tempos - parte 2

Estrelado por Park Seo Joon e Hwang Jung Eum

Com o colapso dos negócios de editoração da família, Kim Hye Jin (Jung Da Bin) perdeu tudo, inclusive sua beleza, enquanto seu velho amigo, Ji Sung Joon (Yang Han Yeol) se transformou de um nerd feio a um lindo editor de moda. Quando a ex garota rica (Hwang Jung Eum) e o agora bem-apessoado rapaz (Park Seo Joon) são reunidos numa potência da moda, seus destinos opostos rapidamente se tornam mais dramáticos do que as publicações podem aguentar.

  1. Rooftop Prince (SBS, Coréia, 2012)

Os 50 melhores dramas asiáticos de todos os tempos - parte 2

Estrelado por Park Yoo Chun e Han Ji Min

Quando o Príncipe Herdeiro Lee Gak é transportado 300 anos no futuro para os dias atuais de Seul junto com três empregados, eles acreditam ser o seu dever resolver o assassinato da Princesa para poderem voltar para Joseon. Eles chegam no telhado do apartamento de Park Ha, uma mulher alegre de 20 e poucos anos, que eventualmente acredita nesse quarteto estranho e se torna a protetora deles. Enquanto Park Ha educa os quatro sobre a vida no século 21, Lee Gak encontra Hong Se Na, que parece ser a reencarnação da sua esposa.

Assumindo a identidade de Yong Tae Yong, Lee Gak aos poucos começa a desvendar o assassinato de Yong Tae Yong e começa a chegar mais próximo de resolver o assassinato da Princesa. Ao se ver apaixonado pela Park Ha, ele percebe que talvez a Princesa talvez não fosse tão perfeita…

  1. Faith (SBS, Coréia, 2012)

Os 50 melhores dramas asiáticos de todos os tempos - parte 2

Estrelado por Lee Min Ho e Kim Hee Sun

Nesta fascinante fantasia épica o ano é 1300. Lee Min Ho interpreta um guerreiro de elite coreano que viaja para o século 21, com a missão de encontrar um médico capaz de curar a rainha. Em uma reviravolta engraçada, sua busca pelo “médico deus” o leva a uma famosa cirurgiã plástica. A médica se recusa a acreditar no viajante que a sequestra de volta ao passado. Será que este guerreiro bruto vai renunciar ao seu código de honra e escolher o amor, sobre a guerra? Quem sabe a médica considere a possibilidade de uma vida menos moderna? Literalmente, somente o tempo dirá.

Fiquem ligados para a parte 3! E confira a parte 1 AQUI!

Fonte: (1)

1 COMMENT

Deixe aqui sua opinião sobre