Diretor de teatro Lee Yoon Taek é acusado novamente de assédio sexual e estrupo

Diretor de teatro Lee Yoon Taek acusado novamente de assédio sexual e estrupo

Em 5 de novembro, o Tribunal do Distrito Central de Seul realizou outro julgamento por acusações contra Lee Yoon Taek.

O ex-diretor de artes de uma companhia teatral, Lee Yoon Taek, já foi acusado e condenado por assédio sexual contra membros femininos de sua companhia de teatro e por agredir sexualmente atrizes. Recentemente, outra vítima se apresentou para fazer acusações contra ele.

Lee Yoon Taek negou as novas acusações. Seu advogado disse: “Ele reconhece que o comportamento ocorreu, mas foi feito com o consentimento mútuo”. O advogado, em seguida, alegou que Lee Yoon Taek não tinha relação de trabalho com a vítima, onde ele poderia ter usado sua posição contra ela.

Lee Yoon Taek foi o fundador de seu teatro, bem como seu diretor operativo e tinha a autoridade absoluta para contratar e demitir atores. A nova acusação, trazida pelo funcionário do Miryang Theatre Village “A”, é que ele a pressionou a fazer atividade sexual usando sua posição em março de 2014.

Antes disso, Lee Yoon Taek foi repetidamente acusado de violência sexual contra 17 funcionários do teatro entre 1999 e 2016. As vítimas descreveram comportamentos como forçá-los a dar-lhe massagens e tocá-lo sexualmente, bem como tocar atrizes com a desculpa de dar eles orientação sobre atuação.

Em setembro, Lee Yoon Taek foi condenado a 6 anos de prisão, 80 horas de tratamento para criminosos sexualmente violentos e uma restrição de 10 anos em seu emprego. Advogados de Lee Yoon Taek estão preparando a apelação da decisão.

Fonte: (1)

Deixe aqui sua opinião sobre