CEO do Burning Sun Club divulga declaração oficial e pede desculpas ao Seungri do BIGBANG

CEO do Burning Sun Club divulga declaração oficial e pede desculpas ao Seungri do BIGBANG

O CEO do Burning Sun Club, o clube que foi envolvido em várias controvérsias nos últimos dias, divulgou seu próprio comunicado oficial e pediu desculpas ao Seungri do BIGBANG por envolvê-lo.

CEO Lee Moon Ho postou na sua conta do Instagram sua declaração, e diz o seguinte:

“Olá. Este é o CEO do Burning Sun Club, Lee Moon Ho. Embora eu esteja atrasado, estou divulgando essa declaração como CEO para responder às dúvidas e decepções que muitas pessoas têm.

Eu sinceramente peço desculpas por postar esta declaração tão tarde como eu estava consistentemente verificando os fatos para ser tão preciso e detalhado quanto possível, dada a gravidade da questão.

A razão de eu ter privado a minha conta pessoal no Instagram é porque eu queria focar toda a minha atenção em resolver a situação e encontrar uma solução, em vez de usar mídias sociais. Eu não tinha planos de evitar ou me esconder atrás de ninguém em relação a essa situação.

Independentemente do motivo, as ações do nosso ex-funcionário diretor Jang de agredir fisicamente um cliente foram inegavelmente culpa dele, e é um crime que deve ser cumprido com uma punição que ele merece. Depois de tomar conhecimento da gravidade da situação, eu imediatamente pedi a demissão do diretor Jang, e ele terá que se arrepender profundamente e receber a punição necessária. Eu também acredito que sou responsável porque fui eu quem o contratou.

Estou profundamente arrependido de que minha incapacidade de supervisionar meus funcionários fez com que muitos se sentissem irritados com o Burning Sun Club. Faremos o nosso melhor para garantir que isso não aconteça novamente e estamos cumprindo todas as investigações relevantes. E gostaria de falar sobre meu relacionamento com Seungri, que recebeu o maior dano dessa situação.

Seungri e eu somos amigos de longa data, e eu perguntei se ele estaria disposto a ser um consultor quando eu estivesse preparando o clube. Fui o primeiro a abordá-lo sobre a ideia, pois ele era um veterano com 10 anos de experiência como membro do BIGBANG, e eu acreditava que pedir a ele que consultasse o clube traria um efeito publicitário adicional. Ao contrário de muitas outras empresas que Seungri administra e dirige ele mesmo, Seungri só ajudou como consultor e nos ajudou a contatar DJs estrangeiros para o Burning Sun Club, ele não interveio na gestão real do clube.

Ele deixou o cargo de diretor executivo do clube porque achava que era certo para ele resolver todas as suas conexões com a Burning Sun antes de se alistar, especialmente porque ele não era responsável pela administração do clube como ele é para seus outros negócios e porque havia uma questão sobre transferências de estoque. Meu coração está pesado e dolorido porque Seungri está recebendo tanta crítica e repreensão por algo que eu sugeri. Sinto muito.

Esta questão, que começou com a agressão física do diretor Jang, está atualmente sendo espalhada por vários tópicos diferentes, incluindo acordos com a polícia, agressão sexual e drogas. A Burning Sun entregou atualmente todas as filmagens de CCTV e documentos relacionados ao clube para a equipe de investigação, e estamos cumprindo-os ativamente.

Além do caso de agressão, todo o resto não está confirmado. A maior parte é rumores infundados que foram espalhados.

Devido a esse caso infeliz, Seungri e os 400 funcionários da Burning Sun, inclusive eu, receberam muitas críticas. A fim de impedir que tais eventos aconteçam novamente, eu ajudarei ativamente na investigação como o CEO da Burning Sun e se houver quaisquer falhas que forem descobertas após a verdade ter sido revelada, assegurarei que punições apropriadamente severas sejam realizadas.

Eu vou cooperar com a equipe de investigação para descobrir rapidamente a verdade por trás das situações que eu não conhecia, e estamos fazendo o nosso melhor para garantir que isso não aconteça novamente.

Mais uma vez, peço sinceras desculpas por causar preocupação com este caso. Sob nenhuma circunstância o ataque físico pode ser justificado, e eu assumirei a responsabilidade até o final para garantir que a verdade seja revelada.

Eu inclino minha cabeça e peço desculpas a todos os clientes da Burning Sun e àqueles que estão desapontados com o Burning Sun devido a este incidente”.

 

Houve outro comunicado oficial divulgado pela Burning Sun que explicava o que eles estariam fazendo no futuro. Primeiro, estabeleceu que o diretor Jang havia sido removido de sua posição após o incidente de agressão. Ele também negou todas as alegações de que o clube fechou os olhos para a venda e uso de drogas, bem como para quaisquer atos de agressão sexual. Eles declararam: “Após a investigação, se a polícia descobrir que as alegações são verdadeiras, encerraremos o Burning Sun”. Eles também incluíram que eles já entraram com uma ação legal contra aqueles que espalham informações falsas sobre o clube, e continuarão a fazer isso.

Finalmente, Burning Sun afirmou que eles estarão se livrando das salas VIP que estão sendo questionadas atualmente, bem como aumentando o número de CCTVs para lidar com pontos cegos. Eles afirmaram que também demitirão todos os funcionários que tenham antecedentes criminais ou outros fatores preocupantes e criarão um bate-papo KakaoTalk para clientes do sexo feminino para enviar reclamações que possam ser tratadas imediatamente.

CEO do Burning Sun Club divulga declaração oficial e pede desculpas ao Seungri do BIGBANG

Em 28 de janeiro, o News Desk da MBC divulgou um relatório sobre um ataque ao Burning Sun. Desde então, a polícia respondeu com um comunicado de imprensa com detalhes sobre o incidente e a investigação. Burning Sun Entertainment divulgou um comunicado assinado pelos CEOs Lee Sung Hyun e Lee Moon Ho em relação às várias questões, incluindo imagens do CCTV. Ambos Yang Hyun Suk e Seungri também divulgaram declarações explicando a situação desde então.

Fonte: (1)

Deixe aqui sua opinião sobre