É reaberto o caso de Jang Ja Yeon oficialmente

É reaberto o caso de Jang Ja Yeon oficialmente

As atividades investigativas do comitê de assuntos passados ​​serão prorrogadas por mais dois meses. Esta é a comissão que está a cargo da reinvestigação final do caso de Jang Ja Yeon de abuso sexual.

Em 18 de março, o comitê de assuntos exteriores do ministério da justiça aceitou a proposta de extensão feita pela equipe investigativa de assuntos passados ​​do gabinete do supremo promotor em uma reunião regular realizada no complexo do governo de Gwacheon. A comissão estará, portanto, ativa até maio deste ano.

Anteriormente, a equipe de investigações de assuntos passados ​​solicitou uma extensão para a investigação sobre o caso de serviços de acompanhantes sexuais envolvendo o ex-vice-ministro Kim Hak Eui do ministério da justiça, o caso da falecida Jang Ja Yeon e o desastre de Yongsan. O desastre de Yongsan foi um incidente no qual seis mortes e 24 feridos foram causados ​​por um incêndio que resultou de uma briga entre a polícia e realocou moradores de habitações que seriam demolidas.

O comitê de assuntos exteriores explicou: “Precisamos organizar os resultados das investigações em andamento e investigar as suspeitas adicionais que foram levantadas sobre o caso do ex-vice-ministro Kim Hak Eui e o caso relacionado à lista de Jang Ja Yeon. Quanto ao desastre de Yongsan, porque o caso só foi revisado em janeiro deste ano, [o comitê precisa de tempo] para poder realizar as investigações necessárias”.

Enquanto isso, Yoon Ji Oh, ex-colega de Jang Ja Yeon e testemunha de seus documentos, participam ativamente de entrevistas com testemunhas e trabalha  para levar justiça à morte da sua falecida colega.

Fonte: (1)

Deixe aqui sua opinião sobre