MMA altera lei para prevenir suspeitos de fugir para o exército

Seungri pediu oficialmente o adiamento de seu alistamento militar, e a administração de recursos humanos militar planeja fazer uma emenda à lei para evitar que as pessoas se alistem como uma maneira de escapar de situações desfavoráveis ​​na vida.

Na manhã de 18 de março, na sessão plenária do comitê de defesa nacional, o comissário Ki Chan Soo, da administração de recursos humanos militar, respondeu a uma pergunta sobre o que aconteceria se Seungri não pedisse para adiar seu alistamento. A sessão foi realizada antes de Seungri enviar o pedido.

Ele declarou: “O Comitê de Defesa Nacional não tem o poder legal para adiar seu alistamento. Usando este caso como uma lição, estamos planejando fazer uma emenda à lei para permitir que a Administração de Recursos Humanos Militar adie o alistamento de alguém se causar um alvoroço social, se inscrever com o propósito de escapar da realidade, ou se houver um pedido de uma autoridade investigativa para atrasar o alistamento. Lamentamos que não tenhamos proposto tais medidas, apesar de termos casos semelhantes no passado. Após este incidente, vamos nos certificar de revisar a lei”.

Jung Kyung Doo, o Ministro da Defesa Nacional, declarou: “[Atualmente], Se alguém está indiciado pela acusação, existem fundamentos legais para atrasar o seu alistamento, mas porque [que não é o caso], não podemos [adiar o alistamento de Seungri ]. [Se ele se alistar], vamos cooperar com a polícia para permitir uma investigação completa que cumpra a lei”.

Anteriormente em 15 de março, Seungri anunciou seus planos para adiar seu alistamento. Na tarde de 18 de março, seu advogado, Son Byung Ho, confirmou: Seungri apresentou um pedido para adiar seu alistamento hoje. Esperamos que a administração de recursos humanos militar conceda o pedido”.

Enquanto isso, o centro para os direitos humanos militares da Coréia está pressionando pelo adiamento do alistamento de Seungri. Eles afirmaram: “Quando um caso que envolve várias pessoas é investigado por duas entidades (os militares e a polícia), torna-se mais difícil para a investigação ser tratada adequadamente. Como Seungri vai ser julgado sozinho em um tribunal militar, é difícil garantir que a decisão tomada seja consistente com as dos outros suspeitos. O serviço militar não é uma sentença de prisão. É um insulto aos soldados da nação que estão servindo ao seu país a considerar o alistamento como um meio de auto-reflexão e expiação”.

Fonte: (1)

Deixe aqui sua opinião sobre