Seungri dá declaração à polícia sobre conexão com o policial sênior

Seungri dá declaração à polícia sobre conexão com o policial sênior

Como parte da investigação da polícia ao superintendente sênior Yoon, Seungri negou suspeitas de ter subornado o policial.

Em 22 de março, o 8 O’Clock News da SBS fez um relatório sobre a investigação da polícia sobre a conexão entre o superintendente sênior Yoon e os membros do chat em grupo. Yoon supostamente estava envolvido no encobrimento do incidente de dirigir bêbado de Choi Jong Hoon em 2016 e também vazando informações confidenciais com relação à investigação de violações da Lei Sanitária de Alimentos pelo clube Monkey Museum de Seungri.

A investigação da polícia está atualmente focada em descobrir se Yoon interveio em relação à investigação das operações ilegais do Monkey Museum, no qual Seungri recebeu um resultado legal favorável. Seungri admitiu saber que era ilegal o clube ter sido registrado como um “restaurante geral” em vez de um “bar de entretenimento”. Há suspeitas de que o clube estava registrado como um restaurante geral para pagar impostos mais baixos.

SBS relata que Yoon continuou a negar todas as acusações. Dizem que os encarregados da investigação na época declararam que entenderam mal a lei e não conheciam Yoon.

Além disso, durante uma sessão de interrogatório pela polícia em 21 de março, Seungri declarou: “É verdade que jantei com Yoon, mas Yoon sempre pagou a refeição pessoalmente”.

A análise do telefone de Yoon também não revelou nada significativo, e foi revelado nesse processo que Yoon costumava usar o Telegram, que permite a exclusão de conversas passadas.

A polícia recebeu recentemente uma resposta por e-mail da esposa de Yoon, superintendente-chefe Kim, e eles estão atualmente revisando-a.

Fonte: (1)

Deixe aqui sua opinião sobre