Representante de Kim Hyung Jun membro do SS501 nega acusações de agressão sexual

Representante de Kim Hyung Jun membro do SS501 nega acusações de agressão sexual

Um representante de Kim Hyung Jun membro do SS501, deu uma declaração após a reportagem da SBS sobre um idol sendo processado por agressão sexual.

Eles afirmaram em um telefonema para SpoTV News: “As acusações feitas pelo autor são falsas”.

Eles continuaram dizendo: “Em 2010, Kim Hyung Jun bebeu junto com um conhecido e o queixoso. Eles foram até a casa dela por sugestão dela e tiveram relações consensuais”. Eles enfatizaram que isso aconteceu há nove anos e que suas acusações são falsas.

“Ela está aproveitando o fato de que ele é uma celebridade”, afirmaram e disseram que planejam responder com base em acusações de falsas acusações e difamação. Como disse anteriormente à SBS, eles disseram que ele sinceramente participará das investigações depois que ele voltar do exterior.

ENTENDA O CASO:

Na transmissão de 29 de março de 8 O’Clock News, da SBS, foi revelado que um membro famoso do grupo idol foi processado por agressão sexual.

Durante o show, a SBS informou que em 25 de março, uma queixa oficial foi apresentada à polícia afirmando que o membro A de um famoso grupo idol havia abusado sexualmente de uma vítima em maio de 2010.

A vítima do sexo feminino, B, conheceu A em seu antigo local de trabalho, um bar, e manteve contato com ele. Ela afirmou que A tinha abusado sexualmente dela em sua casa em Ilsan depois que ele chegou em casa bêbado. Ela revelou: “Ele disse que me ajudaria a dormir. Então eu simplesmente deito assim, mas em um instante … embora ela rejeitasse seus avanços duas vezes, ela não podia detê-lo”.

B continuou: “Ele disse que tudo ficaria bem. Ele então agarrou meu braço. Eu me senti tão humilhada. Ele não tinha absolutamente nenhum respeito por mim como um ser humano”. B depois contatou A, mas ela não conseguiu receber um pedido de desculpas, e A simplesmente disse a ela: “Vamos voltar a como éramos antes”.

B, que tardiamente apresentou uma queixa oficial contra A, explicou que ela estava recebendo tratamento psiquiátrico por trauma, mas decidiu apresentar a queixa devido à recente revelação de crimes sexuais cometidos por celebridades. Ela foi interrogada pela polícia em 27 de março como a autora da ação.

A agência de A revelou: “Era uma relação sexual consensual e não havia coerção. A está atualmente se apresentando no exterior e sinceramente participará das investigações policiais após seu retorno à Coréia”.

A polícia vai em breve chamar o cantor para interrogatório, e eles também estão considerando um interrogatório com o autor.

REPRESENTANTE DE KIM HYUNG JUN MEMBRO DO SS501 NEGA ACUSAÇÕES DE AGRESSÃO SEXUAL

Fonte: (1)

Deixe aqui sua opinião sobre