Choi Jong Bum ex-namorado de Goo Hara, nega a maioria das acusações no primeiro julgamento

Choi Jong Bum ex-namorado de Goo Hara, nega a maioria das acusações no primeiro julgamento

 

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL E FIQUE POR DENTRO DO MUNDO ASIÁTICO. 

 

Choi Jong Bum negou a maioria das acusações feitas contra ele por Goo Hara em seu primeiro julgamento.

Em 18 de abril, o juiz chefe Oh Duk Shik do Tribunal Distrital Central de Seul realizou o primeiro julgamento de Choi Jong Bum, acusado de violar a Lei de Casos Especiais Relativos à Punição de Crimes Sexuais (filmando partes do corpo sem consentimento), assalto causando danos corporais, intimidação (chantagem), coerção e destruição e danos à propriedade.

Anteriormente, Choi Jong Bum e Goo Hara tiveram uma briga física, onde ele machucou seus braços e pernas. Também foi revelado que ele havia tirado fotos de suas costas e pernas sem que ela soubesse e forçou Goo Hara a fazer com que seu CEO se ajoelhasse na frente dele. Ele foi indiciado sem detenção.

De acordo com a Yonhap News, o lado de Choi Jong Bum discordou do uso de depoimentos dos promotores de Goo Hara, companheira de quarto de Goo Hara, e do CEO da agência de Goo Hara.

No julgamento, o advogado de Choi Jong Bum afirmou: “As fotos não foram tiradas contra a vontade da vítima, e não são fotos que induziriam desejo sexual ou humilhação. O dano corporal também é resultado de tentar subjugar a vítima. O vídeo de sexo nunca foi usado como pretexto ou como forma de notificar más intenções. Não é verdade que ele forçou Goo Hara a se ajoelhar por causa do vídeo”.

Em relação às acusações de destruição e danos à propriedade, seu advogado afirmou: “Ele reconhece tudo e está refletindo sobre isso”.

De acordo com a promotoria, Goo Hara, sua colega de quarto e seu CEO da agência serão interrogados como testemunhas.

Fonte: (1)

buy cialis usa
Buy Levitra plus online
buy Sertraline no prescription
Buy Prednisone online

Deixe aqui sua opinião sobre