Polícia divulga declaração sobre possibilidade de reabertura de investigação em caso envolvendo B.I

Polícia divulga declaração sobre possibilidade de reabertura de investigação em caso envolvendo B.I

A polícia emitiu uma declaração oficial sobre se eles vão considerar a reabertura do caso de drogas envolvendo B.I.

Em 12 de junho, a Dispatch relatou que B.I foi acusado de tentar comprar maconha e LSD (dietilamida do ácido lisérgico) em 2016. Eles divulgaram conversas do KakaoTalk de B.I em abril de 2016 que sugeriam que a B.I estava tentando comprar drogas.

Após o relatório, B.I anunciou em sua conta pessoal no Instagram para afirmar que apesar de não usar drogas, pediu desculpas por sua conduta e anunciou que deixaria seu grupo iKON, ea YG Entertainment confirmou o término de seu contrato.

A” foi preso em agosto de 2016 sob acusação de fumar maconha, e as mensagens no KakaoTalk foram seguradas então. Na época, “A” afirmou: “Embora seja verdade que B.I me pediu para comprar drogas para ele, nunca entreguei drogas a ele e nunca usamos drogas juntos”. Baseado na declaração de “A“, a polícia não investigou B.I e encaminhou o fornecedor de “A” e “A” para ser processado.

Desde que o relatório da Dispatch divulgou o incidente, foram levantadas questões sobre se a polícia conduziu uma investigação adequada sobre o incidente, e a polícia divulgou agora uma declaração sobre o assunto.

A equipe de investigação de narcóticos da Agência de Polícia Provincial do Sul de Gyeonggi declarou: “Iniciaremos contato com A, que trocou mensagens do KakaoTalk com B.I sobre a compra de medicamentos e, se houver mudanças no testemunho de A, reabriremos a investigação”.

Eles acrescentaram: “Na época, havia dificuldade em encontrar evidências objetivas para verificar as alegações feitas sobre B.I, exceto o testemunho dado por A, por isso não pudemos realizar a investigação”, afirmando que eles não acreditam que conduziram uma investigação insuficiente em 2016.

Fonte: (1)

Deixe aqui sua opinião sobre