Sulli merecia mais

Sulli merecia mais

Às vezes o K-Pop me assusta, porque além do brilho e do glamour existe um mundo de dor, sofrimento e luta. Em 14 de outubro, a indústria do K-Pop perdeu a ex-integrante do f (x) e cantora, atriz e modelo Sulli. Com apenas 25 anos, ela pós fim a sua própria vida depois de sofrer contínuos abusos online.

Quando Sulli estreou como a inocente maknae do f (x), sua beleza deslumbrante e sua voz impressionante conquistou o coração dos fãs. Seu talento com atriz a diferenciou de outros idols e, com isso, ela se tornou uma princesa do K-Pop.

Mas alguns anos depois, em 2014, a amada maknae se tornou o centro de um escândalo quando seu relacionamento com Choiza foi revelado ao público. Instantaneamente, internautas foram às redes sociais para condenar Sulli por seu relacionamento. Além da diferença de idade de 14 anos, Sulli foi criticada por namorar alguém que era o completo oposto da imagem pura e sem falhas que o público impôs a ela. Ironicamente, Sulli recebeu mais comentários de ódio que Choiza, sendo rotulada de hipócrita e mentirosa por se envolver com alguém associado aos tópicos tabus de drogas e sexo. Isso marcou o início de uma onda de comentários desagradáveis ​​contra Sulli e, eventualmente, o f (x) perdeu um membro precioso.

No meio de suas contínuas lutas, Sulli foi envolvida em outro escândalo em 2016, quando postou uma imagem “absurda” de si mesma sem sutiã. A Coréia do Sul é conhecida por suas visões conservadoras sobre o corpo e a sexualidade das mulheres, por isso o post de Sulli no Instagram representou um grande desafio às normas sociais existentes. Quase imediatamente, os críticos expressaram sua desaprovação e ódio por Sulli a tal ponto que ela foi forçada a se explicar ao público:

“Ficar sem sutiã é a liberdade de alguém. Sutiãs têm fios; eles não são bons para a sua saúde. Não usar um é confortável. Isso é algo bonito e natural. Para mim, um sutiã é como um acessório. Algumas roupas combinam com ele e outras não. É por isso que às vezes eu não uso sutiã … quando posto minhas fotos sem sutiã, as pessoas falam muito sobre isso. Eu poderia estar com medo. Mas não o fiz porque pensei que seria bom se mais pessoas pudessem descartar seus preconceitos. Quero sair da caixa, dizer às pessoas (ficar sem sutiã) não é grande coisa”.

Mas Sulli estava longe de ser elogiada por sua força e independência como mulher. Ela foi rotulada como biscoiteira (alguém que só quer atenção) e atacada por internautas.

Embora seja verdade que os idols do K-Pop entrem na indústria sabendo que sempre estarão à vista do público, eles não devem ser mantidos com um conjunto diferente de padrões, especialmente aqueles que não são razoáveis. Sulli desafiou muitos pontos de vista conservadores da Coréia com sua presença nas redes sociais. Ela expressou livremente suas opiniões sobre sutiãs, compartilhou sua posição pró-aborto e abordou tópicos aparentemente controversos. Mas, em vez de ser elogiada por sua coragem de abordar a política e os direitos das mulheres em uma sociedade em que esses tópicos são considerados tabus, ela se tornou vítima de críticas e vergonha sem fim.

Não é papel de um internauta criticar como uma celebridade vive sua vida, na verdade, ninguém tem o direito de julgar como alguém vive sua vida. É realmente decepcionante ver que as pessoas escolhem tão descaradamente se esconder atrás de seus perfis on-line enquanto magoam outras pessoas a ponto de pensarem em tirar suas próprias vidas.

Espero que a morte prematura de Sulli sirva como um lembrete para toda a comunidade online de que celebridades também são pessoas. Comentários desagradáveis ​​contra celebridades são tão mortais quanto comentários desagradáveis ​​contra amigos, familiares ou colegas. Em momentos como esses, sinto falta da comunidade amorosa e solidária do K-Pop que estava livre de todos esses haters maldosos.

Os idols já têm pressão o suficiente e certamente não precisam de mais. Então, para aqueles monstros das redes sociais, espero que você perceba o peso de suas ações um dia. Descanse em paz Sulli, você merecia mais.

Fonte: (1)

Deixe aqui sua opinião sobre