Seungri admite 1 de 8 acusações em primeira audiência

Seungri admite 1 de 8 acusações em primeira audiência

 

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL E FIQUE POR DENTRO DO MUNDO ASIÁTICO. 

 

Em 16 de setembro, o Ground Operations Command realizou a primeira audiência de Seungri.

O lado de Seungri declarou: “Negamos todas as acusações, exceto sua violação da Lei de Transações de Câmbio”.

Seungri foi indiciado por oito acusações, incluindo compra de serviços de prostituição, mediação de prostituição, peculato (crime que consiste na subtração ou desvio, por abuso de confiança, de dinheiro público ou de coisa móvel apreciável, para proveito próprio ou alheio, por funcionário público que os administra ou guarda; abuso de confiança pública), violação da Lei de Punição Agravada, etc. de Crimes Econômicos Específicos (uma taxa adicional por desvio de uma quantia superior a um certo número), violação de a Lei de Saneamento de Alimentos, jogo habitual, violação da Lei de Transações de Câmbio e violação da Lei sobre Casos Especiais Relativos à Punição, etc. de Crimes Sexuais. O caso de Seungri foi transferido para os tribunais militares após seu alistamento em março.

Seungri é suspeito de ter organizado serviços de prostituição para investidores estrangeiros a fim de obter investimentos para seus negócios entre dezembro de 2015 e janeiro de 2016. Na mesma época, ele também teria comprado serviços de prostituição para si mesmo.

Ele também foi indiciado por suspeitas de desviar aproximadamente 2436,81 reais do clube Burning Sun para usar em seu clube Monkey Museum e desviar fundos da Yuri Holdings no valor de 22 milhões de won, disfarçando-os como honorários legais dos funcionários.

Seungri alegadamente jogou em várias ocasiões em cassinos em Las Vegas entre dezembro de 2013 e agosto de 2017 e usou um total de 2,2 bilhões de won (aproximadamente $ 1,87 milhões). Ele é suspeito de trocar $ 1 milhão por tokens de cassino e não relatar a troca, o que é uma violação da Lei de Transações de Câmbio.

No tribunal, o representante legal de Seungri declarou: “O réu (Seungri) não tem motivo para mediar a prostituição. Ele não desempenhou nenhum papel na mediação da prostituição de Yoo In Suk. O ex-CEO da Yuri Holdings, Yoo In Suk, se declarou culpado das acusações, incluindo mediação de prostituição em junho. Em relação às suspeitas de que Seungri comprou serviços de prostituição para si mesmo, eles disseram, Seungri não se lembra se ele teve relações sexuais com a mulher em questão, e ele pensou que a mulher era alguém que Yoo In Suk tinha enviado porque ela simplesmente queria conhecê-lo”.

O representante legal acrescentou: “O jogo habitual só pode ser reconhecido depois de se considerar não apenas a quantidade de dinheiro apostada, mas todos os aspectos, incluindo o número total de vezes que jogou, duração, motivo e condenação anterior. O jogo não foi o objetivo da visita do réu aos Estados Unidos, e ele realizou todas as atividades programadas durante sua estada”.

Sobre as suspeitas de que ele filmou e espalhou imagens ilegais, o representante legal de Seungri disse: “Ele não tirou as fotos sozinho. Ele apenas compartilhou fotos que recebeu de um estabelecimento de entretenimento adulto em um bate-papo em grupo com seus amigos”.

Seungri falou pessoalmente sobre sua alegada violação da Lei de Saneamento de Alimentos em relação à operação do clube Monkey Museum, dizendo: “Depois de receber a ordem de correção, todas as estruturas problemáticas foram retiradas. Estive principalmente no exterior devido às minhas atividades como celebridade, então não pude confirmar com meus próprios olhos”.

Seungri admitiu uma acusação, sua violação da Lei de Transações de Câmbio, e afirmou que ele estava refletindo sobre seu delito.

Fonte: Soompi

Deixe aqui sua opinião sobre