(Português do Brasil) O movimento #MeToo acusa os atores Jo Jae Hyun, Jo Min Ki e Oh Dal Soo de praticar assédio sexual

Sorry, this entry is only available in Portugués De Brasil. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

O movimento #MeToo traz revelações chocantes para o setor de entretenimento coreano.

O movimento começou com as acusações de um internauta sobre o ator Jo Min Ki . A mulher afirmou que o ator de 52 anos, que também era professor na Universidade de Cheongju, usou sua autoridade para assediar sexualmente estudantes; convidando-os para sua casa, oferecendo bebidas e até mesmo pedindo que os alunos vivam com ele. Suas atividades sexuais inapropriadas  suspenderam do instituto. A agência nega as acusação, no entanto, cada vez mais vítimas continuam a vir átona. Atualmente, Jo Min Ki desativou suas contas das redes sociais e cancelou todos os seus horários.

Outro internauta revelou que o famoso ator comediante com o sobrenome “Oh” também é um assediador sexual. O internauta declarou: “Nos anos 90 no teatro de Busan, ele era um ator que constantemente perseguia as jovens hooba. Atualmente, é um ator famoso. Para mim, ele é um pervertido, diabo e um psicopata. Estou recebendo tratamento mental nos últimos 20 anos devido ao choque do incidente. Espero que ele seja punido “.

Com base nas pistas fornecidas na postagem chocante, Oh Dal Soo , que estrelou vários filmes de sucesso, incluindo ‘ Along With the Gods: The Two Worlds ‘, ‘ The Thieves ‘, ‘Ode To My Father ‘, ‘ The Attorney ‘, ‘ Miracle in Cell No. 7 ‘, com o rumor que ele é um assediador. Ele ainda não forneceu nenhuma declaração oficial sobre o assunto, mas , no dia 23 de fevereiro, anunciou-se que Oh Dal Soo e a atriz Chae Kook Hee se separaram.

Após Oh Dal Soo, surgiram acusações contra o famoso ator ‘ J ‘. Uma suposta vítima afirmou que “J” beijou vigorosamente um membro da equipe e tocou seu peito. Quando a notícia explodiu nas manchetes, a atriz Choi Yul compartilhou uma foto de Jo Jae Hyun em seu Instagram e revelou: “Eu estava pensando se isso seria interrompido. Aconteceu mais cedo do que eu pensava. Agora é apenas o começo. Ainda há muitos mais lixo, não posso dizer muito porque tenho muito a perder, mas até o dia onde não haverá pervertidos #metoo # com você “.

Em uma entrevista com JTBC , uma suposta vítima revelou que Jo Jae Hyun foi nela por trás e colocou a mão debaixo de suas roupas, e mais tarde, deu dinheiro, dizendo para esquecer tudo.

Em resposta às acusações, sua agência afirmou que está atualmente verificando com o ator e fará uma declaração oficial após discussão. Enquanto isso, sua filha Jo Hae Jung , também uma atriz que estrelou o drama ” Weightlifting Fairy Kim Book Joo “, desabilitou os comentários do seu Instagram.

#MeToo também apontou vários diretores como assediadores sexuais. Muitos esperam que o movimento faça uma mudança na indústria do entretimento.

Fonte: allkpop

1 Comentario

Deixe aqui sua opinião sobre