(Português do Brasil) Polícia pede mandado de prisão para Jung Joon Young

Polícia pede mandado de prisão para Jung Joon Young

Sorry, this entry is only available in Portugués De Brasil. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

A polícia decidiu solicitar um mandado de prisão para Jung Joon Young por violar o ato em casos especiais relativos à punição, etc. de crimes de violência sexual.

Em 18 de março, a divisão de detetives especiais provinciais da agência de polícia metropolitana de Seul revelou que convocaram Jung Joon Young para segunda parte do interrogatório na noite anterior. A primeira rodada de perguntas do cantor ocorreu em 14 de março, onde ele foi interrogado por 21 horas sobre as acusações de filmar e circular imagens de câmeras escondidas ilegais.

A polícia também anunciou seus planos para solicitar um mandado para prender Jung Joon Young. Eles chegaram a uma decisão dentro de seis dias após a reserva do cantor, acusado de espalhar imagens e fotos escondidas da câmera. No entanto, a polícia ainda não tem planos de emitir um mandado para Seungri.

Jung Joon Young está atualmente sob investigação por filmar e compartilhar imagens de câmeras escondidas e fotos de atos sexuais em salas de bate-papo que incluem várias celebridades masculinas, CEOs e amigos não-celebridades. Nas salas de bate-papo, os participantes supostamente solicitaram prostituição, compartilharam filmagens de câmeras escondidas, conversaram sobre subornar policiais de alto escalão e muito mais.

Outras alegações feitas contra Jung Joon Young incluem o cantor recebendo serviços de prostituição como um presente do ex- CEO da Yuri Holdings, Yoo In Suk, e usando seus laços com a polícia para se livrar da evidência chave de seu caso de 2016 contra sua ex-namorada. Foi ainda relatado que Jung Joon Young havia sido alvo de uma investigação da agência da polícia metropolitana de Seul sobre imagens de câmeras escondidas em novembro de 2018.

Fonte: (1)

Deixe aqui sua opinião sobre